Página inicial

Eu cresci numa pequena cidade do interior de Santa Catarina e isso me propiciou brincar livre na rua, imersa na abundante natureza da região. Eram tempos difíceis na economia do Brasil, por isso, algumas vezes eu mesma fiz meus próprios brinquedos. Tocava a flauta doce do meu pai, tirando de ouvido algumas melodias. Desde pequena eu gosto de contemplar o infinito céu estrelado e quando criança elegi a varanda da casa dos meus pais como meu observatório particular. Minha mãe me ensinou a praticidade e abriu meus horizontes a respeito da espiritualidade. E meu pai me legou o amor pelos livros e por viajar.

Um desenho infantil brotou em mim o desejo de conhecer as antigas ruínas da Escócia e suas brumas, e naquela época eu não fazia ideia de quem eram os Druidas, Celtas, Rei Artur. Os mistérios da vida, a magia da natureza, os conhecimentos ancestrais sempre me atraíram, desde pequena. E apesar desses anseios terem ficado adormecidos por um tempo, um dia eles saíram da sombra e me guiaram rumo ao meu Eu.

Ao longo da minha caminhada tive muitos encontros, desencontros, tropeços, escolhas, decisões e cada um deles me ensinou pela dor ou pelo amor. É pura magia, se você tiver olhos para ver! E se tiver, pode seguir sua própria jornada do herói e resgatar quem você é de verdade!

E assim é a vida, uma eterna dança em um troca troca de papéis: mãe, filha, esposa, terapeuta, professora, irmã, prima, sobrinha, neta, enteada, amiga, nora, cunhada, tia, madrinha! O segredo é perceber a magia do universo falando contigo sempre e dessa forma te trazendo de volta pra casa!

A Voz da Alma

No livro As Mulheres que Correm com os Lobos, Clarissa traz o conto de La Loba, uma velha muito velha, que todos sabem que existe, mas poucos já viram e que dedica sua vida a recolher ossos de todas as criaturas, mas preferencialmente lobos. Quando ela consegue reunir um esqueleto inteiro senta-se ao lado doContinuar lendo “A Voz da Alma”

A Natureza e a Espiritualidade

A busca pela origem da vida e as velhas perguntas, ‘quem sou?’, ‘de onde vim?’, ‘para onde vou?’, permearam, desde a pré-história, as mentes e corações de nossos ancestrais. E através da observação da natureza eles buscaram entender as leis que regem essas forças invisíveis e assim otimizar o relacionamento com o imanente, o transcendente,Continuar lendo “A Natureza e a Espiritualidade”


Siga meu blog

Receba novos conteúdos na sua caixa de entrada.

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora